Skip to content

O Jejum

21/09/2012

                                                                      O  Jejum

“Cada doente, de acordo com a sua constituição e moléstia, deverá primeiramente, e em determinado ritmo, ter seu metabolismo regulado; só então surgirão as melhores condições de regeneração para o restabelecimento da saúde plena.”

O jejum é certamente o mais antigo dos métodos terapêuticos da humanidade. “Jejuar limpa o organismo todo, equilibradamente”, já constatava o médico romano Galeno. “O que o médico não consegue curar, o mês de jejum – Ramadan – curará” – diz um dito popular persa. Um método tão eficaz, tão profundo, não deverá ser jamais realizado sem supervisão médica. Ainda mais no paciente idoso, que nunca fez jejum, e onde mais cuidado ainda é necessário. Além disso, há muitos mal-entendidos a respeito do jejum.
Escreve o médico Dr Geesing, no seu livro Nova Força Vital (Neue Lebenskraft): “O jejum terapêutico não deve ser equiparado com redução na alimentação, dieta para emagrecimento, ou “dieta-zero”. Todas estas dietas, independentemente da sua eficácia, servem tão-somente para perder peso.” O efeito benéfico do jejum sobre o corpo e alma existirá apenas para aquele que se submeter, voluntariamente, às normas do jejum. Jejuar significa “alimentação de dentro”, uma vez que a alimentação vinda de fora neste momento não existe. Os dois programas energéticos do nosso organismo foram descritos pelo Dr. Luetzner, no seu livro Renovado Pelo Jejum (Wie neugeboren durch Fasten): Daqui resulta a conclusão decisiva: 1º – Jejuar não é passar fome. 2º – Quem passa fome não faz jejum. Neste mesmo livro o Dr. Luetzner descreve o que podemos lucrar com o jejum:

Emagrecer – O jejum é o método mais rápido, seguro e agradável de se perder quilos em excesso.

Remoção de resíduos – O jejum corrige os excessos e remove os resíduos metabólicos.

Desintoxicação – O jejum é um dos poucos meios biológicos eficazes num mundo tóxico. É praticado como auxílio para deixar de ser dependente de medicamentos e tóxicos.

Pele sadia – O jejum é como um cosmético que age de “dentro para fora”.

Profilaxia – O jejum é um profilático para a manutenção da capacidade física e mental, especialmente no climatério da mulher e na “midlife-crisis” do homem, ao redor dos 40.

Prevenção – O jejum é eficaz como prevenção da velhice. Não pode evitar o envelhecimento biológico, mas pode interromper processos de envelhecimento precoce. O jejum como método terapêutico de prevenção é de grande importância numa época em que é possível detectar com antecipação os fatores de risco.

Curar – O jejum feito como terapia é o método terapêutico mais seguro e eficiente para doenças metabólicas relacionadas à alimentação. Cada um de nós tem a chance de determinar, em grande parte, a sua própria saúde. E de estabelecer seu bem-estar através de sua dieta. Isso não se refere apenas aos alimentos que se ingere ou evita. Dieta, na verdade, significa muito mais. Os antigos gregos, que nos legaram a palavra DIETA, com ela se referiam ao nosso modus vivendi, à nossa atitude perante o nosso corpo e a nossa alma.

Fonte: “Tratamento Para  REJUVENESCER”  de Manfred Köhnlechner.

*

Veja Também:

O Poder Curativo do Mamão

Saúde e Vinho

Câncer – Visão Espiritual

Chacras

Fitoterapia

Cadastre-se no HOMEOCULTURAL gratuitamente! Cadastre-se AQUI

From → Especial

Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: