Skip to content

OS CHACRAS

29/12/2011

BannerFans.com

     Os chacras ou “centro de forças etéricas” são espécie de discos giratórios que, quando observados de perfil em seu movimento veloz, parecem verdadeiros “pratos” ou “pires” de energias com certa depressão no centro. A palavra chacra é de origem sânscrita. Os chacras mais importantes do duplo-etérico são em número de sete. São centros de força que distribuem as energias imprescindíveis à vida do duplo-etérico proporcionando o crescimento das faculdades psíquicas humanas. Cada um desses vórtices troca energia com o campo de energia universal. Cada chacra principal na parte anterior do corpo se alinha com sua contraparte na parte traseira do corpo e, juntos, temos os aspectos anteriores e posteriores do chacra. Em sua parte anterior temos os aspectos relacionados com os sentimentos da pessoa, os dorsais com a sua vontade e os três chacras localizados na cabeça com os seus processsos mentais. As extremidades dos chacras onde  se ligam à corrente de energia principal, são chamadas raízes ou corações dos chacras. As principais funções dos chacras são:

1ª – Vitalizar o corpo áurico e, em consequência, o corpo físico.

2ª – Desenvolver os diferentes aspectos da consciência.

3ª – Transmitir energia entre os níveis áuricos.

Servindo-se para vitalizar o corpo, os chacras se relacionam com qualquer doença no mesmo. Quando os chacras estão funcionando normalmente, cada qual está “aberto” e gira no sentido horário, a fim de metabolizar as energias imprescindíveis do campo universal. Quando o chacra gira num movimento contrário ao dos ponteiros do relógio, a corrente flui para o exterior do corpo interferindo no metabolismo; neste caso, temos um chacra “fechado”.

 


                                                 CHACRA BÁSICO

Cor: Vermelho.

Número de Pétalas: Quatro.

Sentido: Olfato.

Ele situa-se na base da espinha dorsal. É o chacra da dimensão física do homem e governa a coluna vertebral; ele é responsável pelo fluxo das energias provindas do sol e do centro terráqueo ou “fogo serpentino”. A kundalini é uma energia poderosa, que flui da intimidade da terra; é força que alimenta a vida primária, selvática e vigorosa, constituindo-se na forma do éter físico grosseiro alimentando a natureza animal. Porém, o chacra básico é muito útil, sendo disciplinado pela natureza do homem superior, ele reativa os demais chacras por intermédio do fogo serpentino, que se acumula e se distribui à altura do plexo sagrado. O homem equilibrado sabe aproveitar as boas energias deste chacra, dispensando as energias deletérias fazendo com que estas voltem ao subsolo de onde provieram. Se o homem tem este chacra muito desenvolvido e não tem controle sobre o mesmo, ele poderá levá-lo à loucura, porque sua ação potente, dilata o desejo sexual, levando-o a satisfação aberrativa. Quando este chacra não está funcionando corretamente, a pessoa poderá ter problemas de ordem sexual, como frigidez, impotência, e outros como anemia, fraqueza, insegurança, depressão, paralisia, pouca sensibilidade táctil, problemas ósseos, desarmonias na coluna vertebral, dentes, unhas, pernas e pés; problemas no intestino grosso, rins e reto, hipotermia, inapetência e hipotensão arterial. Quanto aos problemas emocionais, destacam-se: Depressão, egoísmo exacerbado, falta de confiança e auto afirmação, “desligado” da terra, sentimento de culpa e sonhadores em demasia. Se você quiser fazer um diagnóstico dos seus chacras, entre em contato comigo.

                                                CHACRA GÁSTRICO

Cor: Laranja.

Número de Pétalas: Dez.

Sentido: Gustação.

Situa-se à altura do umbigo, no duplo-etérico, abrangendo o fígado, os intestinos, os rins e demais órgãos do abdômen, menos o baço, que é comandado pelo chacra esplênico. Ele rege o sistema reprodutor, bexiga e os rins; é responsável pela assimilação e metabolismo dos alimentos ingeridos pelo homem. Quando este chacra é muito desenvolvido, o homem aumenta suas percepções sobre as sensações alheias, adquirindo um certo “tacto” instintivo ou sensibilidade astral incomum, que o faz perceber as emanações boas ou maléficas dos ambientes. Se não estiver funcionando adequadamente pode engendrar as seguintes doenças: Artrite, distúrbios do baço, do pâncreas, da vesícula biliar, do fígado; distúrbios gástricos, doenças de pele, esgotamento mental, fraturas, má digestão e tendinite. Os problemas emocionais são: Desesperança, consciência limitada, dificuldade em perdoar, dificuldade no pensar e em agir; falta de raciocínio lógico, ausência de autocontrole, impaciência, inflexibilidade e sentimento de solidão.

                                                 CHACRA ESPLÊNICO

Cor: Amarelo.

Número de Pétalas: Sete.

Sentido: Visão.

Está localizado à altura do baço físico, é de cor radiante e excessivo magnetismo, funcionando como grande purificador do sangue ajudando a corrente sanguínea. Comanda o estômago, o baço, o sistema nervoso e intestinos. “Sua função energética e muito intensa, torna-o um pequeno sol rodopiante a emitir revérberos cintilantes na absorção do prana impregnado das forças ativas solarianas,” comenta a entidade espiritual, Ramatis. Diz-nos ainda esta entidade, que muitos casos de leucemia são devido à insuficiência do funcionamento deste chacra. Existem casos de pessoas se curarem, da referida doença, apenas ativando o funcionamento do chacra esplênico; isso se verifica devido à penetração de glóbulos vitalizantes solarianos e outras forças magnéticas do globo planetário. Quando o seu funcionamento é insuficiente, a pessoa poderá apresentar as seguintes enfermidades: Cálculos de vesícula e rins, cólicas, doenças da bexiga, problemas nas glândulas reprodutoras, falta de leite materno, fraqueza óssea e tensão muscular. Quanto aos emocionais, temos: Libido diminuída, distúrbios no corpo etérico, falta de concentração, de criatividade, de amor pela vida, de iniciativa; inibição, tristeza, medo, intolerância e criação de formas-pensamento.

                                                 CHACRA CARDÍACO

Cor: Verde

Número de Pétalas: Doze.

Sentido: Tato.

Está situado exatamente à altura do coração físico, pois é o centro responsável pelo equilíbrio e pelo intercâmbio das emoções e dos sentimentos. É o leito da compaixão, da amizade e da fraternidade. Nele repousa o pulsar da alma; rege o coração e o sistema circulatório. O chacra cardíaco, recebe eficiente contribuição vital do chacra esplênico, cujo prana róseo, ao atingi-lo, assume uma tonalidade amarelada. Esse raio penetra no sangue pela via-cordial, vitalizando-o especialmente favorecendo a função cerebral; depois, eleva-se  atingindo o chacra coronário, resultando na consciência dos sentimentos ou das emoções, estimulando, assim, as cogitações filosóficas de natureza elevada. Este chacra nas pessoas sinceras, humildes e meigas, de sentimentos nobres, mostra-se como um sol exteriorizando fulgores dourados, sem comparação nas escalas cromosóficas do mundo. As doenças que podem aparecer quando este chacra não funciona normalmente, são: Distúrbios coronarianos,  pulmonares e circulatórios; dores de cabeça, febres, hipersensibilidade a aditivos alimentares, infecções, inflamações e deficiência imunológica. Quanto aos distúrbios emocionais, temos: Desequilíbrio energético, dificuldade em abrir-se ao amor incondicional, falta de aceitação e compreensão da vida; esgotamento físico e psíquico, falta de compaixão, insônia e irritação.

                                                 CHACRA LARÍNGEO

Cor: Azul.

Número de Pétalas: Dezesseis.

Sentido: Audição.

Está situado à altura da garganta física; recebe colaboração do chacra frontal. Auxilia no desenvolvimento do ser e a audição atral e etéreo-física. Tem como função primordial sustentar e controlar as atividades vocais, o funcionamento das glândulas timotireóides e paratireóides, estabilizando a voz, de forma definitiva, depois da época da puberdade. É responsável pela saúde da garganta e das cordas vocais; comanda os pulmões. É muito importante sua ligação com os demais chacras que dependem muito de sua ajuda. Seu funcionamento e sua coloração modificam-se rapidamente de acordo com a sonoridade, agudeza ou intensidade com que sejam pronunciadas as palavras pelo homem. As doenças relacionadas a esse chacra, são: Amigdalites, apetite aumentado, distúrbios da tireóide e do esôfago; capacidade intelectual diminuída, dor de garganta, cólicas menstruais, febres, laringites, pneumonia, resfriados, sudorese, taquicardia; tensões na nuca e no pescoço. Problemas emocionais ligados ao chacra laríngeo: Choque, dificuldade de comunicação e entendimento, dificuldade em expressar a energia criadora e verbalizar os sentimentos; idéias obsessivas e dificuldade em aceitar o “novo”.

                                                CHACRA FRONTAL

Cor: Índigo.

Número de Pétalas: Duas.

Sentido: Sexto sentido; poderes psíquicos.

Situa-se entre os supercílios. Quando este centro de força é bem desenvolvido, confere ao homem a faculdade da clarividência dos objetos e das coisas do mundo espiritual, das paisagens distantes, assinalando, também, os poderes mediúnicos da psicometria. Quando possui o prana em abundância, dá ao homem encarnado ou desencarnado o poder de aumentar ou diminuir sua visão, podendo observar até a vida microbiana imposível à visão comum. Ele governa o campo da sabedoria, da percepção, da razão, da intuição e o sistema nervoso.  Quando não está funcionando normalmente, pode engendrar os seguintes problemas: Dores de ouvido, eczemas, furúnculos, problemas nos olhos  e nariz, reumatismo e úlceras. Os problemas emocionais, são: Medo de lugares fechados (Claustrofobia), agitação, complexo de inferioridade, dificuldade em relaxar e compreender; frustrações emocionais, falta de intuição, necessidade de perdão e reforma interior; soberba.

                                               CHACRA CORONÁRIO

Cor: Lilás.

Número de Pétalas: Mil.

Sentido: Sétimo sentido.

Situado no topo da cabeça. É o centro de forças mais importante do homem, de maior potencial e radiações; é uma ponte de ligação entre a mente perispiritual e o cérebro físico. É o responsável pela sede da consciência do espírito; ele rege todos os demais chacras, ajustando-os e afinando-os para um metabolismo harmônico. Mantém ligação com a glândula hipófise, que é o único elemento de comunicação físico-psíquica com os planos siderais. Este chacra, em sua ligação com a glândula pineal, permite a visão astral. Enquanto os demais chacras apresentam uma certa depressão em seus centros vorticosos, o chacra coronário mais se assemelha a um intenso foco de energias giratórias a exteriorizar fulgores. Ele governa a mediunidade e a profecia; é ponto de contato com o cosmos. As doenças relacionadas à função desse chacra, são: Fome excessiva, baço “preguiçoso”, desequilíbrio de potássio no corpo, processos infecciosos e tumores. Os problemas emocionais, são: Falta de autocontrole e irritação, baixa estima, necessidade de elevação espiritual, resistência às mudanças; necessidade de purificar as energias negativas, desequilíbrio emocional e espiritual; insônia.

                                                                                                           

Se você possui algum problema de saúde, entre em contato comigo. Trabalho com os Florais de Bach, Aromaterapia, Cromoterapia (visual, mental e física), diagnóstico, quelação e alinhamento dos chacras e dos meridianos.

*

Cadastre-se em nosso blog! É gráti, além de receber, em primeira mão, as novas publicações! Cadastre-se AQUI.

*
CONTATO
CURSOS
AFILIADOS – Ganhe Dinheiro!

FITOTERAPIA

Voltar ao Topo da Página

Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: